Turismo do Centro garante 3 milhões para apoio à promoção turística.

2024-05-03 10:10

Tópicos: 

Categoria: 

Concelho: 

A Turismo Centro de Portugal e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro realizaram, esta quinta, uma sessão conjunta, em Coimbra, para oficializar o apoio dos fundos europeus à promoção turística da região, ao abrigo do novo quadro comunitário.

O Termo de Aceitação da Candidatura "Promoção Turística e Sustentabilidade da Região Centro 2023-2025", submetido pela TCP no âmbito do Programa Regional do Centro (Centro 2030), foi ratificado durante o evento.

O plano de ação contemplado pela candidatura visa reforçar a notoriedade da região Centro de Portugal e a sua dinamização económica, por via da difusão e comercialização da sua oferta turística.

Este esforço contribuirá para solidificar a região como um “destino turístico sustentável e de excelência”.

A primeira fase de investimento desta operação, para o período 2023-2025, tem o valor de três milhões de euros.Raul Almeida salientou a relevância deste momento.

"O apoio europeu a esta candidatura é muito importante não apenas para a Turismo Centro de Portugal, mas também para todo o território e para a atividade turística na região. Esta estratégia resulta de longas reuniões com parceiros em toda a região, incluindo Comunidades Intermunicipais, Proveres e outros intervenientes que têm um papel essencial na promoção do turismo regional. A colaboração e articulação entre todos foi fundamental para alcançarmos este resultado", sublinhou.Isabel Damasceno destacou a estreita colaboração entre CCDR e TCP.

“Temos trabalhado com a Entidade Regional de Turismo de forma coordenada, com uma estratégia pensada em conjunto, para que os apoios na área do turismo não sejam avulsos, mas pensados de forma integrada. Essa é a forma correta de trabalhar. O turismo tem grandes potencialidades na região, como os números indicam. Temos de continuar a apostar neste setor e a Turismo Centro de Portugal é a entidade certa para fazer este trabalho. Os apoios na área do turismo têm dado frutos e alcançado resultados. É para isso que servem os fundos europeus”, considerou.No momento da assinatura, a Turismo Centro de Portugal apresentou os pilares estruturais que estão previstos nesta candidatura.

A operação assenta na execução de cinco programas, que se complementam entre si.O Programa 1 tem como objeto “Campanhas e ativação da marca e destino” e visa a consolidação e reforço da promoção da marca Turismo Centro de Portugal, assim como dos seus recursos e produtos turísticos.

O Programa 2, denominado “Instrumentos de promoção e comunicação transversais (online e offline)”, integra um conjunto de ações que asseguram a criação, produção e implementação de instrumentos de comunicação que mantêm e reforçam a presença permanente, inovadora e eficaz da promoção do destino Centro de Portugal nos diversos contextos e plataformas de comunicação.O Programa 3 tem como base o “Observatório do Turismo Sustentável da Região Centro” e assenta na monitorização da atividade turística regional e sub-regional, contribuindo para um melhor conhecimento integrado do setor e da sua cadeia de valor.

O Programa 4 é dirigido aos “Instrumentos de promoção e comunicação por produto turístico”, estruturando e dinamizando os produtos turísticos numa lógica de escala, integração e coesão do território e permitindo aproveitar e potenciar as especificidades concretas e diferenciadores da região, com base nos produtos supramunicipais.Finalmente, o Programa 5 tem como alvo o “Turismo religioso”.

Com o objetivo de reforçar o desenvolvimento do Turismo Espiritual e Religioso na região, o programa é concretizado através de uma parceria com a ACISO – Associação Empresarial Ourém-Fátima e tem como objeto específico os produtos turísticos Fátima, Caminho de Santiago e Património Judaico