Ílhavo: Sector Elétrico distingue melhores empresas.

2024-05-16 12:35

Categoria: 

Concelho: 

A Ledvance e a Schneider Electric foram distinguidas com o Prémio Fornecedor do Ano 2023, no âmbito do Encontro da Associação Empresarial dos Sectores Elétrico, Eletrodoméstico, Eletrónico e das Tecnologias da Informação e Comunicação que decorreu em Ílhavo.

Atribuído pela Secção de Distribuidores Grossistas de Material Elétrico da AGEFE, este prémio distingue as empresas fornecedoras que, na perspetiva dos distribuidores, se revelaram mais qualificadas na sua relação com a distribuição, contribuindo ainda para enriquecer os meios de interação e de diálogo entre parceiros da mesma cadeia.

Para Daniel Ribeiro, Diretor-Geral da AGEFE, “é com muito satisfação que realizamos mais uma edição do Prémio Fornecedor do Ano, naquela que foi a 11ª edição referente a 2023. Destacaria também o papel desta iniciativa, cuja realização enriquece a vida associativa, fortalece o setor e dinamiza as ligações entre os diferentes operadores da cadeia nas suas relações bilaterais”.

No quadro da atribuição dos prémios a fornecedores do ano 2023, foram ainda galardoadas outras empresas que se destacaram nas várias categorias.

A Finder conquistou o prémio destinado a empresas que operam ao nível da Automação, Controle e Instrumentação. A General Cable Celcat venceu na categoria de Cabos. A Legrand arrecadou os prémios nas categorias de Comunicação, Redes e Segurança, em Distribuição de Energia, e Material de Instalação. A Ledvance, destacou-se na Categoria de Iluminação e a Legrand recebeu a Menção Honrosa do Prémio Fornecedor do Ano 2023.

O Encontro AGEFE de Material Elétrico decorreu em Ílhavo e reuniu, durante dois dias, empresas associadas e não associadas, entidades governamentais e convidados.

Para além da entrega dos Prémios Fornecedor do Ano 2023, contou com dois painéis de discussão, sendo o primeiro dedicado aos desafios e oportunidades para ‘Acelerar Portugal’, no qual foi Keynote Speaker o ex-ministro da Economia, António Costa Silva.

O segundo explorou as perspetivas sobre ‘Descentralização, Eficiência Energética e Mobilidade Elétrica’, e contou com a participação de Jerónimo Cunha, director-geral da Direção de Energia e Geologia e um painel de convidados.

Os trabalhos terminaram com a apresentação do Estudo sobre o Mercado de Material Elétrico em 2023 conduzido por André Jorge, Gestor Sénior de Assuntos Públicos e Associativos da AGEFE.

Para Daniel Ribeiro, “tratou-se de mais um momento importante para a vida associativa da AGEFE. Tivemos dois dias de partilha, reflexão e convívio, num evento que contou com a maior participação presencial em encontros deste género, onde recebemos mais de 150 pessoas de mais de 60 empresas associadas. Portugal enfrenta vários desafios – internos e externos – e acredito que a indústria eletrodigital tem um papel fundamental na criação de valor e soluções para os ultrapassar”.