Águeda: Autarquia abre concurso para edifício sede da Comunidade de Energia Renovável.

2024-05-17 13:40

Tópicos: 

Categoria: 

Concelho: 

A Câmara Municipal de Águeda aprovou, esta quinta-feira, em reunião de câmara, a abertura de concurso público para a construção do edifício sede da Comunidade de Energia Renovável (CER), no Parque Empresarial do Casarão (PEC), integrado no conjunto de investimentos previstos no âmbito do projeto das Áreas de Acolhimento Empresarial de Nova Geração apoiadas pelo PRR.

A CER vai reunir um conjunto alargado de parceiros ligados ao PEC e à energia, sendo que neste mesmo edifício vai ser estabelecido um sistema integrado de gestão contra incêndios com a criação de uma equipa de prevenção e primeira intervenção, que prestará apoio ao dispositivo do sistema de proteção civil.

O concurso foi aberto com um valor base de 2,76 milhões de euros (acrescidos de IVA) e a obra terá um prazo de execução de um ano.

O edifício, de acordo com o projeto, terá três áreas distintas: a sede da CER (com dois gabinetes, sala e trabalho, auditório, instalações sanitárias e sala para baterias); um módulo de segurança contra incêndios (com sala de controlo, instalações sanitárias e vestiários/balneários, copa e garagem); e espaços comuns (recepção/portaria, copa/refeitório, instalações sanitárias, sala de servidores e arrumos).

Está também prevista a aplicação de painéis fotovoltaicos, sendo de referir que, e a pensar no futuro, o projeto foi desenhado de forma a que o edifício fique preparado para a eventual construção de um segundo piso.

De referir que este é um dos investimentos que integram a Área de Acolhimento Empresarial, que vai tornar o PEC num parque empresarial de nova geração, envolvendo uma candidatura aprovada de mais de 20 milhões de euros, que será financiada a 100% no âmbito do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência) e que envolve, entre outros aspetos a instalação de painéis fotovoltaicos e uma estrutura de armazenamento de energia para autoconsumo, bem como a infraestruturação de uma ilha de qualidade de serviço e estabilidade energética, a instalação de sistemas partilhados de abastecimento elétrico de veículos ligeiros e pesados e ainda melhorar a cobertura de comunicações móveis no PEC, com ligação de fibra ótica, bem como a instalação de contentorização, torre de comunicações 5G e antenas.