09:40 to 10:00

Conversas da Manhã

África…Terra Nova - XLIX

24, Setembro 2020

Em mais uma edição do África…Terra Nova", hoje o professor António Batel Anjo fala sobre a melhor Escola.

A melhor Escola é aquela em que se ensina a aprender

(este foi o tema de um seminário do Observador, ontem 23 de setembro de 2020)

A rápida mudança que nos foi imposta, que de tão rápida não nos permite prever quais são as tecnologias em ascensão que farão parte do futuro, obrigou a alterar os paradigmas de ensino e de aprendizagem. 

Desde logo, traz à tona conceitos como a autonomia e a auto-regulação das aprendizagens que não se encontravam presentes no ensino tradicional. Sendo que os alunos não precisam apenas de conhecimentos, mas também de atitudes e valores para construírem o seu próprio saber. 

A educação não pode ter mais uma abordagem simples e directa sobre a transferência de conhecimento explícito entre gerações. De acordo com relatório “OECD 2030 Future of Education and Skills Project”, precisamos substituir os antigos padrões de educação por uma estrutura que combine o conhecimento com as competências, principalmente a criatividade, o pensamento crítico, a comunicação e o trabalho colaborativo. 

Na verdade, nada disto será alcançado digitalizando as velhas sebentas ou transferindo as aulas do quadro de ardósia para uma plataforma de comunicação digital. Temos que transformar radicalmente a maneira como ensinamos e adquirimos as competências científicas e tecnológicas. 

Qual é o caminho para as tecnologias como auxiliares do processo de ensino-aprendizagem? Temos que perceber muito bem qual é a relação entre as TI e o ensino experimental das ciências. São questões que merecem um profundo debate.

No entanto, na maioria dos países a educação continua a ser oferecida da mesma forma. Em países em desenvolvimento a situação é bem pior, pois nem sequer a disseminação das tecnologias foi verdadeiramente alcançada. Um dos maiores problemas é que o ambiente que rodeia a Educação é justamente um dos que mais tem necessidade de se renovar para se tornar inclusivo, justo e equitativo. Em países como Moçambique, com um vasto território e uma enorme dispersão, as tecnologias podem ser um auxiliar para levar a educação a locais quase inacessíveis.

Os conteúdos digitais trazem novos desafios à gestão das escolas, da educação e a todos que financiam a educação.

A educação digital aponta novos paradigmas pedagógicos e de gestão ao utilizar os meios tecnológicos, frequentemente aliados à adopção de processos mais dinâmicos de gerir e aprender. Não existe um modelo para a utilização da educação digital ou um conjunto de pilares e características que nos permita uma definição mais detalhada. Acaba por ficar tudo nas mãos das instituições para encontrarem uma fórmula que acreditam ser mais adequada para promover a formação, a gestão e o ensino de qualidade, aproveitando todos os benefícios das soluções tecnológicas.

Neste mundo conectado pelas tecnologias vão-se encurtando as distâncias, mas ao mesmo tempo vão-se estabelecendo cada vez mais desigualdades entre países tecnologicamente menos evoluídos e com uma educação a precisar de muitas reformas.

As novas gerações incorporam ferramentas digitais colaborativas na gestão da sua comunicação remota. Os conteúdos digitais são processos de aprendizagem que estão a fazer o seu caminho junto com a digitalização da comunicação, da informação e das mudanças de comportamento. As possibilidades desse universo digital são tão grandes quanto a criatividade de quem as utiliza.

Muitos dos problemas resultantes da crise do COVID-19 têm na sua raiz a cultura científica. A necessidade imediata e global de compreender a ciência face à pandemia nunca foi tão urgente. Até alguns meses atrás a maioria das pessoas não se lembrava da diferença entre vírus e bactéria, antígeno e anticorpo ou crescimento linear e exponencial. 

Esses são conceitos que os alunos aprendem em biologia e matemática, mas pouco são os que alguma vez os relacionaram com a vida real. Agora estes conceitos preenchem as páginas de todos os jornais. 

Segundo a UNESCO, “para um país atender às necessidades básicas do seu povo, o ensino das ciências é um imperativo estratégico”. No entanto existem desigualdades e, mais preocupante, ainda, vão-se agravar em países em desenvolvimento. 

Existem desigualdades quando se trata de educação STEM, a falta de conectividade, a falta de laboratórios e sobretudo as limitações dos professores faz com que a aprendizagem se degrade com o passar do tempo. A outra questão não menos importante, para Moçambique por exemplo, é o facto de os pais e encarregados de educação não dominarem a língua de ensino.

----------------------------------------

Música

340 ml - São quatro jovens de Maputo que desde 2000 fazem música juntos em Joanesburg.

https://www.youtube.com/watch?v=zeUxzYbQQSo

 

Podcasts:

20, Novembro 2020

Miguel Rodrigues, músico, professor e maestro do Coral Vera Cruz, junta-se a nós nesta manhã para falar sobre as recentes atividades do Coral Vera Cruz, e não só!...

20, Novembro 2020

Clássicos de Bolso é o programa de divulgação musical imaginado e dirigido por Gustavo Vieira Rebelo, em que todas as semanas é dado a conhecer um pouco de um dos muitos microcosmos do mundo da música...

19, Novembro 2020

Em mais uma edição do África…Terra Nova", o professor António Batel Anjo fala sobre as Mudanças climáticas em Moçambique.

Mudanças climáticas em Moçambique

Na Europa, os ciclones...

19, Novembro 2020

Luís Ferreira, o programador cultural do 23Milhas apresenta as propostas para os próximos dias, com todas as mudanças impostas nesta pandemia...

19, Novembro 2020

Nesta manhã há música de PAPERCUTZ para ouvir e conhecer o percurso deste projeto reconhecido internacionalmente. O seu mentor, o produtor Bruno Miguel junta-se a nós nesta manhã! O concerto em Aveiro tem lugar no Avenida Café-...

19, Novembro 2020

Nesta manhã, o Presidente da AdRA, Fernando Aureliano dos Santos Coutinho Vasconcelos assinala o Dia Mundial do Saneamento para Todos, e partilha com o auditório a realidade vivida na região de...

19, Novembro 2020

Segunda temporada da rubrica "Pela Nossa Saúde" com o Dr. Luís Sancho, Professor na Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro.

Sistema Nervoso - ...

18, Novembro 2020

Esta manhã a Daniela Neto deixou um apelo sentido a todos os ouvintes! Desaparecido desde sexta feira 13/11 na zona da Presa-Légua, concelho de Ílhavo, não tem coleira. O seu nome é RUFUS.

"O nosso melhor amigo Rufus ainda...

18, Novembro 2020

Nesta manhã Jorge Pires fala de um livro que leu sofregamente há uns trinta anos: Cosmos, de Carl Sagan. Um livro imperdível e fascinante!

18, Novembro 2020

Um programa da responsabilidade do CIDTFF da Universidade de Aveiro. Porque a diferença está na Educação e a Educação faz toda a diferença.

Esta manhã as duas investigadoras do CIDTFF, Vânia Carlos e ...