09:40 to 10:00

Conversas da Manhã

África…Terra Nova - XLII

6, Agosto 2020

África…Terra Nova", hoje o professor António Batel Anjo fala de números que metem medo.

Os números que nos metem medo!

Morreram 10.390 pessoas em Portugal em Julho, o valor mais alto dos últimos 12 anos e mais 26% do que em julho de 2019. Segundo o Público, esta terça-feira, a partir dos dados que existem no sistema nacional de Vigilância da Mortalidade (eVM) – dados que, se forem cruzados com as 159 mortes com Covid-19 em Julho, permitem constatar que só 1,5% das mortes terão tido como causa directa o novo coronavírus.

O aumento da mortalidade em Julho é justificado pelas autoridades com alguns dias de “calor extremo” que se verificaram no mês passado. Obviamente, parece-me que se deve acrescentar mais duas causas:

• o sistema nacional de saúde não respondeu a outras doenças;

• as pessoas não procuraram os hospitais e os centros de saúde.

Seria importante tentar perceber o que está a acontecer quanto à mortalidade em países em desenvolvimento, como Moçambique, onde os sistemas de saúde são mais frágeis, onde existem mais doenças e onde as pessoas estão mais vulneráveis. 

Infelizmente não temos dados em tempo útil. A falta de dados é sempre o calcanhar de Aquiles para poder criar políticas, planear e atacar problemas aqui em Moçambique. Neste caso seria importante para poder perceber qual o real impacto da Covid19 em Moçambique.

Moçambique é o terceiro país do mundo mais afectado pela malária, concentrando 5% de todos os casos registados. O país é ainda o oitavo do mundo onde a doença mais mata.

O número de casos de malária diagnosticados, em 2018, foi de 7,1 milhões e 740 mortes, contra 9,98 milhões em 2017 e 851 mortes. As províncias de Cabo Delgado e Nampula, no Norte, e Zambézia, no centro, foram as mais afetadas pela doença. 

Nos primeiros três meses deste ano, morreram pouco mais de 200 pessoas vítimas da malária, contra mais de 250 óbitos em igual período do ano passado.

Espero que estes números da malária não sejam agravados pelo facto de as pessoas deixarem de ir ao Hospital quando têm os primeiros sintomas.

........................................................................ 

Música

Sbahle é uma cantora de Durban, KwaZulu Natal.

https://www.youtube.com/watch?v=tf1kYlhoXXE

Podcasts:

18, Setembro 2020

Nesta manhã a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Estarreja, Isabel Simões Pinto, fala sobre a cultura do município e ainda sobre o ESTAU - o Estarreja Arte Urbana 2020.

18, Setembro 2020

Os últimos tempos têm sido bastante difíceis e Pedro Monteiro da Cáritas Paroquial da Gafanha da Nazaré, renova o apelo à sua contribuição. 

18, Setembro 2020

Segunda temporada da rubrica "Pela Nossa Saúde" com o Dr. Luís Sancho, Professor na Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro.

Sistema Nervoso - Líquido...

18, Setembro 2020

Rádio Terra Nova apresenta-lhe as propostas apresentadas pelos cidadãos a concurso este ano no Orçamento Participativo com Ação Direta (OPAD) da Câmara Municipal de Aveiro, que pretende...

18, Setembro 2020

Clássicos de Bolso é o programa de divulgação musical imaginado e dirigido por Gustavo Vieira Rebelo, em que todas as semanas é dado a conhecer um pouco de um dos muitos microcosmos do mundo da música...

17, Setembro 2020

Em mais uma edição do África…Terra Nova", hoje o professor António Batel Anjo fala sobre a Democracia.

Em 2007, a Assembleia Geral das Nações Unidas decidiu que o dia 15 de Setembro seria o Dia...

17, Setembro 2020

Luís Ferreira, o programador cultural do 23Milhas apresenta as propostas deste fim de semana.

17, Setembro 2020

Segunda temporada da rubrica "Pela Nossa Saúde" com o Dr. Luís Sancho, Professor na Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro.

Sistema Nervoso - Células...

17, Setembro 2020

Rádio Terra Nova apresenta-lhe as propostas apresentadas pelos cidadãos a concurso este ano no Orçamento Participativo com Ação Direta (OPAD) da Câmara Municipal de Aveiro, que pretende...

16, Setembro 2020

Nesta manhã Jorge Pires fala de Alberto Manguel, o argentino-canadiano que há dias ofereceu a sua biblioteca de mais de 40 mil livros à cidade de Lisboa.